• 15 Mai 2020

07 dicas para ajudar a montar um cronograma de estudos

Estamos isolados há mais 60 dias, nós sabemos que são tempos difíceis para manter a concentração e conciliar com muitas horas de estudo, mas não podemos parar. E foi pensando nisso que separamos sete dicas para que você monte seu horário de estudos para o exame.

Mas, antes das dicas, gostaríamos de dizer que se você sentir dificuldade na criação de seu próprio horário, o Contato oferece todo apoio necessário. Para o auxílio nesse quesito, envie um e-mail para: malba@contatomaceio.com.br.

Agora vamos às dicas...

  • Tenha e conheça a sua rotina

Em tempos de isolamento, a gente sabe que a primeira grande luta é ter uma rotina. Mas é preciso tomar conhecimento acerca de tudo que você precisa saber, e aliado a isso está o estudar. Liste todas as coisas que você faz diariamente, além dos conteúdos estudados para o Enem, assim você pode dar uma ordem de prioridades a todas as tarefas semanais.

  • Cuide do corpo e da mente

Durante a montagem do cronograma não esqueça que você precisa “tirar” um tempinho para você. Alimentar-se bem, praticar exercícios físicos e divertir-se te ajudarão a ter mais concentração quando você sentar para cumprir o que ficou definido em seu horário de estudos. Plataformas de entretenimento, tais como a Netflix, um momento de meditação, horários para exercícios físicos, chamadas de vídeo, bem como um tempo com a família entram na lista do que é possível fazer, mesmo durante a quarentena.

  • Conte com imprevistos

É importante deixar uma “brecha” para os imprevistos, pois, caso aconteçam, você não coloca todo o seu cronograma em risco. Então, conforme a definição de horários, já deixe separado um espaço pequeno para eles.

  • Defina seus horários de estudos

Um ponto importante a ser destacado é o de que você não é uma máquina! Portanto, se viu sua rotina e sabe todos os afazeres que tem que desempenhar, agora é a hora de definir quais períodos serão disponibilizados para o estudo. Nesse momento, lembre-se de seu objetivo e quão custoso será alcançá-lo. Dedique-se!

  • Organize os conteúdos

Para que haja uma boa organização, faça uma lista com os assuntos que mais estão presentes no Enem e outra lista com seu nível de dificuldade por disciplina. Isso dará a você uma visão ampla do que será “mais fácil” e “mais difícil” de estudar. Aos mais fáceis, atribua menos tempo na rotina. Aos mais difíceis, dedique um tempo maior e coloque-os em horários que você sabe que estará mais disposto a estudar.

  • Descreva exatamente o que vai estudar

Colocar em seu cronograma “estudar geografia”, por exemplo, te fará perder tempo e ainda procurar o quê estudar dentro da matéria. Nos primeiros passos da montagem de seu cronograma, se já buscou os assuntos que mais “caem” no Enem, então seja o mais específico que conseguir, por exemplo: estudar “Questões ambientais”; estudar “Migrações”, etc.

  • Faça ajustes no seu cronograma

Vivemos em um mundo em movimentação constante, com isso, sua realidade muda a cada instante. Então, a última dica é: ajuste seu cronograma semanalmente. Se você acredita que não é necessário um ajuste semanal, permaneça com ele por, no máximo, um mês, e aí modifique o que for preciso para contribuir com a otimização dos seus resultados.

Bônus: Aplicativos

Os aplicativos e ferramentas podem ser grandes aliados na hora de montar seu horário de estudos, pois você, com o auxílio de um celular ou um tablet, acessa seu horário, suas anotações e tira dúvidas ao consultar seus escritos.

Alguns aplicativos úteis para a construção de cronograma de estudos são: Google Agenda (para agendar seus horários); Google Keep e Evernote (para fazer anotações); e Trello (para montar listas).

Comentários